Potencial de irrigação no Brasil pode mudar o rumo do agro

Nesta quarta, 30, o Giro do Boi levou ao ar entrevista com o mestre em agronomia e doutor em engenharia civil Sílvio Tavares, pesquisador da Embrapa Solos. Em resumo, o especialista detalhou como a irrigação de culturas agrícolas no Brasil vai ajudar a atender a crescente demanda mundial por alimentos.

“Para conseguir abastecer o mundo, esses nove bilhões de pessoas projetadas para 2050, é necessário crescer a produção agrícola em 60%. Então, desses 60%, mais ou menos 80% vão ser advindos da área de agricultura irrigada. Esta é a metodologia que mais aporta produtividade quando outros fatores estão estagnados”, estimou.

Para contribuir para este cenário, a Embrapa desenvolveu um programa de computador. O software gratuito analisa por uma série de algoritmos qual o potencial para irrigar cada tipo de solo brasileiro combinado com até 16 culturas agrícolas. É o chamado “Sistema de classificação de terras para irrigação adaptados às condições brasileiras”.

“A pessoa acessa de qualquer município do Brasil se tiver conhecimento, a ajuda de um técnico agrícola, um agrônomo, o pessoal da extensão rural do município ou da secretaria de Agricultura. Essa ferramenta, que é, na verdade, um programa de computador, está disponível gratuitamente pelo site da Embrapa Solos”, confirmou.

Acesse gratuitamente o “Sistema de classificação de terras para irrigação adaptados às condições brasileiras”

SUSTENTABILIDADE

Em conclusão, o pesquisador salientou que o avanço da irrigação no País é sustentável. Em primeiro lugar, porque o Brasil usa até 10 vezes menos irrigação que seus principais concorrentes na produção de alimentos. Além disso, os produtores podem utilizar água de diferentes aquíferos que apresentam o recurso em abundância, transformando o líquido em alimentos de qualidade.

Fonte: https://www.girodoboi.com.br/