Agricultura 4.0: Como ela pode ajudar na rotina da sua propriedade

Agricultura 4.0: Moda ou realmente a agricultura está mudando? Entenda o conceito e veja as soluções digitais que podem facilitar seu dia a dia na fazenda.

Estamos cada vez mais conectados.

A internet e as ferramentas de comunicação fazem parte do nosso dia a dia. E na agricultura não é diferente.

A nova revolução do agro passa pela tecnologia da informação.

E isso contribui com a inovação na produção de alimentos e segurança alimentar – antes e depois da “porteira”.

Neste artigo, compartilho com vocês soluções digitais que facilitam as rotinas da atividade agrícola. Veja a seguir!

O que é agricultura 4.0?

A Agricultura 4.0 é um conjunto de tecnologias digitais integradas e conectadas por meio de softwares, sistemas e equipamentos.

Essa integração é capaz de otimizar a produção agrícola em todas as suas etapas.

Isso significa melhor monitoramento, gestão e controle da produção agrícola, com redução de custo e menos desperdícios.

Com isso, há também reflexos diretos na produtividade e rentabilidade da sua lavoura.

agricultura 4.0
Agricultura 4.0 envolve automação e conectividade para otimizar produção agrícola
(Fonte: Agrotecnica)

Se olharmos para a história da agricultura no mundo, as máquinas agrícolas trouxeram grande contribuição para aumento da produtividade no campo.

Elas também permitiram a produção em larga escala.

Já nos dias atuais, quem faz e ainda promete fazer muito pela melhoria da atividade agrícola são as tecnologias digitais na chamada agricultura 4.0.

Ferramentas certas são capazes de gerar e analisar grande quantidade de dados para o produtor e facilitar seu dia a dia na fazenda.

E é sobre essas ferramentas e os  benefícios dessas novas tecnologias na agricultura que vamos falar a seguir!

Vantagens da agricultura 4.0

Soluções relacionadas à agricultura 4.0 promovem um trabalho mais conectado e automatizado.

Com isso, a tomada de decisões na fazenda passa a ser orientada em dados retirados do clima, da terra, da lavoura e do mercado agrícola.

Os principais elementos utilizados nesta forma de planejar e manejar a agricultura estão baseados em:

  • Gestão, a partir da obtenção e coleta de dados primários e secundários
  • Produção, a partir de novas ferramentas e técnicas
  • Sustentabilidade nos processos produtivos
  • Profissionalização

Estas inovações ocorrem a partir de dispositivos conectados e integrados que permitem a automação dos processos.

agricultura 4.0(Fonte: Gptad)

E na prática, quais são essas ferramentas?

Cada vez mais ouvimos falar sobre drones, veículos autônomos, biotecnologia, big data e outras inovações que vêm sendo incorporadas ao mundo rural.

No entanto, essas tecnologias devem atender no que a sua fazenda precisa hoje. E isso exige conhecimento da sua propriedade e negócio.

Por isso, seja você um pequeno ou grande produtor rural, essas ferramentas digitais podem te auxiliar!

Afinal, a conectividade deve facilitar a nova forma de compartilhar.

A Embrapa também já está com a atenção voltada à Agricultura 4.0 por meio da Embrapa Informática

E já existem softwares disponíveis para obter desde informações sobre doenças em suas plantas até ter contato com produtores que viveram situações parecidas.

Realizei trabalhos de assistência técnica a pequenos agricultores e em uma grande fazenda e posso te falar: há muitas ferramentas que fazem diferença para acertar o manejo.

Vou falar mais sobre elas!

Agricultura 4.0: Ferramentas que te ajudam na fazenda

Análise do Clima

clima interfere em todas as etapas de desenvolvimento de uma cultura.

Por isso, a coleta organizada e frequente dos dados meteorológicos é muito valiosa para a atividade agrícola, preparo do solo, adubação, semeadura, etc.

E como opções de ferramentas de agricultura digital temos:

Agritempo

O sistema fornece os dados para o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) — ferramenta de gestão de riscos na agricultura.

O objetivo é reduzir ameaças referentes às perdas da produção por causa de fenômenos climáticos.

É possível identificar o melhor período para plantar as culturas, conforme os tipos de solo e o ciclo dos cultivares.

Climatempo

Possui a previsão horária diária e futura (para os próximos 14 dias), com imagens de satélite para todo Brasil, com análise de meteorologistas.

Há também vídeos explicativo sobre determinadas condições meteorológicas.

agricultura 4.0(Fonte: Climatempo)

Agricultura de precisão

Já falamos algumas vezes aqui no blog sobre a agricultura de precisão.

E hoje muitos softwares disponibilizam georreferenciamento para mapeamento da fertilidade do solo, tendo em vista a aplicação de corretivos e fertilizantes em taxa variável.

Além disso, contribuem na automação e análise gerencial, desde o piloto automático das máquinas até alta tecnologia digital como a IOT.

E o que é essa tal de IOT?

É a Internet das coisas (Internet of Things). São tecnologias que conectam informações coletadas através de equipamentos instalados no ambiente.

Isso possibilita, por exemplo, que máquinas passem a guiar de modo automático a aplicação de defensivos agrícolas, através de sensores.

Eles detectam o ambiente e coletam dados relativos à temperatura, umidade relativa do ar, condições de irrigação, salinidade do solo, entre outros.

Já sensores de altura, por exemplo, podem avaliar a topografia da propriedade e ir ajustando as barras de pulverização ao longo da aplicação.

Dessa forma, a operação fica mais autônoma, com o mínimo de intervenção humana.

Há ganhos cada vez maiores também no monitoramento de infestações de insetos e plantas daninhas nas lavouras.

Assim, você pode notar que hoje a diferença nas tomadas de decisões certeiras é a informação.

agricultura 4.0
Produtores do Mato Grosso apostam em tecnologias emergentes para otimizar produtividade da lavoura
(Fonte: Embrapa)

Gestão

Tão importante quanto ter informação é saber organizá-la de uma forma fácil de entender.

Assim você pode ter uma visão ampla e detalhada da produção, melhorar o controle do seu negócio, integrando gerenciamento técnico, operacional e financeiro.

E o controle da safra na palma da mão facilita muito a vida!

Isso melhora o controle dos seus custos, investimentos, estoque, mão de obra, o que faz diferença na tomada de decisão estratégica.

Aegro

Aegro permite ter todo o planejamento e controle da sua safra, inclusive com a produtividade/rentabilidade por talhão.

software de gestão agrícola permite fazer o controle financeiro e fluxo de caixa, monitoramento de pragas, entre outras soluções.

Assim, você economiza tempo no planejamento da sua safra e armazena com segurança todo seu histórico financeiro e de produção.

Os dados podem ser acessados de qualquer lugar, a partir de um smartphone, computador ou tablet.

Você pode começar a usar o software pelo aplicativo grátis disponível em:

agricultura 4.0
Com Aegro você consegue visualizar os custos por categoria de modo fácil e automatizado. Saiba mais sobre o software agrícola aqui.

Enciclopédias de informações

Como eu já comentei, informação é extremamente importante.

Por isso existem alguns aplicativos que fazem muita diferença quando o negócio é obter informação de forma rápida:

Plantix (pragas e doenças)

Detecta doenças, pragas e deficiências nutricionais, com auxílio de uma simples foto de celular.

Também oferece uma lista regionalizada com os prováveis patógenos. As informações da biblioteca estão disponíveis offline.

Agrobase (infestante doença – pragas e doenças)

É uma espécie de catálogo de pragas, plantas daninhas e doenças, além de ter uma lista dos pesticidas registrados no país.

Esse programa permite que você identifique ervas daninhas, doenças, insetos ou pragas agrícolas.

Também facilita na hora de verificar qual produto de proteção de culturas irá ajudar a resolver seus problemas agrícolas.

Defesa Vegetal – Pragas e Doenças:

Você pode consultar informações sobre pragas de importância econômica e quarentenária para o Brasil.

É possível pesquisar quais pragas atacam culturas específicas, vendo imagens dos insetos-praga e dos danos que eles provocam.

Pelo sistema, você também consulta modos de ação de inseticidas e fungicidas e a recomendação para o efetivo manejo da resistência de insetos e fungos.

agricultura 4.0
(Fonte: Defesa Vegetal)

Rede de informações no Agro

Conhecer experiências semelhantes às suas ou novas possibilidades auxilia a ser mais assertivo e até criativo nas atividades.

Nesse contexto, as redes sociais fazem diferença quando se fala em troca de experiências!

E algumas delas podem ser bem úteis para você. Veja:

Maneje bem

É uma rede social de agricultores, profissionais da área agrícola e apaixonados por plantas.

A plataforma difunde informações sobre manejo sustentável de lavouras e hortas urbanas.

Na rede, as pessoas podem compartilhar dúvidas e há uma listagem de informações sobre doenças de plantas e como manejá-las.

YouAgro

É uma comunidade que busca melhorar a vida do produtor rural.

O intuito é possibilitar conexão e compartilhamento de experiências, serviços e oportunidades entre usuários com interesses no agro.

Linked in

É uma rede social profissional, na qual seu currículo fica disponível online.

As pessoas compartilham muito de suas experiências e informações de diferentes setores, inclusive agro.

Conclusão

A agricultura 4.0 é uma realidade! Muito mais do que “moda”, da biotecnologia à alta conectividade, as novas ferramentas digitais modificam e otimizam todas as etapas do ciclo produtivo.

A agricultura irá incorporar cada vez mais às práticas e processos de produção com precisão, através da transformação digital.

Há muitas ferramentas e informações disponíveis. A grande diferença é como você utiliza tantos dados.

E a gestão faz toda a diferença nesse momento, pois ela que será o diferencial na análise de sua propriedade, da sua lavoura ao mercado.

Fonte: https://blog.aegro.com.br/